Modern technology gives us many things.

Assassinato de Auditor Fiscal de Rondônia completa 4 meses

0

Assassinato de Auditor Fiscal de Rondônia completa 4 meses sem resposta. O assassinato do Auditor Fiscal da Receita Estadual, Robson Luis Santos Silva, completou quatro meses no último sábado (08). O servidor foi assassinado na noite do dia 08 de julho, numa área residencial da zona Norte de Porto Velho. O crime ainda permanece sem resposta.

“Quatro meses sem Robson Luis” foi frase compartilhada nas redes sociais nesse final de semana. A morte do Auditor é reconhecida como uma grande perda ao Estado e à sociedade, por se tratar de um profissional altamente qualificado e que estava empenhado em importantes projetos voltados a melhorias no atendimento aos contribuintes.

Robson estava como responsável pelo Projeto de Modernização da Administração Tributária, Financeira e Patrimonial (Profisco) da Secretaria de Estado de Finanças (SEFIN). No período de 2005 a 2010 ele foi gerente de Arrecadação, e também teve passagem pelo movimento sindical, tendo participado do processo de estruturação e fortalecimento do SINDAFISCO (Sindicato dos Auditores), onde ocupou cargos de vice-presidente e de diretor.

APELO POR JUSTIÇA

O assassinato do servidor de Rondônia teve a atenção de lideranças do Fisco de vários estados do país. Numa Moção aprovada pela Federação Nacional do Fisco (FENAFISCO), foi solicitada providência das autoridades policiais de Rondônia para identificar e punir os culpados pelo crime.

O apelo por justiça foi formalizado durante a realização da 162ª Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo da Federação, que reuniu, em Brasília, representantes do Fisco de 31 estados brasileiros.

No texto é destacado que “o assassinato de Robson Luis representa mais uma triste demonstração da insegurança que afeta a profissão e a sociedade brasileira”, e que as lideranças do Fisco esperam “a elucidação do crime”, e clamam “para que todos os esforços sejam aplicados para identificar, julgar e punir os culpados”.

Fonte: ASSESSORIA

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.