Modern technology gives us many things.

Fungo ‘mutila’ pacientes de Covid-19 e pode matar 50% dos infectados

0

Médicos da Índia relatam casos envolvendo uma infecção rara, denominada de “fungo negro” ou mucormicose, entre pacientes com Covid-19 em recuperação e já recuperados. As informações foram divulgadas pela BBC.

Ainda segundo a reportagem, a doença ocorre quando há exposição a um tipo de mofo encontrado no solo, plantas, esterco e frutas e vegetais em decomposição. A mucormicose afeta os seios da face, cérebro e pulmões, além de poder ser fatal em diabéticos ou em indivíduos gravemente imunodeprimidos.

De acordo com Akshay Nair, cirurgião de olhos de Mumbai, Índia, ouvido pela BBC, a doença tem uma taxa de mortalidade geral de 50%, e pode ser desencadeada pelo uso de esteroides, um tratamento que salva vidas para pacientes graves com Covid-19 e criticamente doentes.
O cirurgião afirma que já atendeu aproximadamente 40 pacientes com a infecção durante o mês de abril. Muitos deles eram diabéticos que se recuperaram de Covid-19 em casa. Onze deles tiveram que remover um olho cirurgicamente, em decorrência da infecção pelo fungo.
Entre os meses de dezembro e fevereiro, seis de seus colegas em cinco cidades relataram 58 casos da infecção. A maioria dos pacientes a contraiu entre 12 a 15 dias após a recuperação de Covid-19.

 

IstoéDinheiro

 

Foto ilustrativa

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.