Modern technology gives us many things.

Maradona é enterrado ao lado dos pais em cerimônia com 25 pessoas

0

A despedida a Diego Armando Maradona se desenrolou numa quinta-feira que será lembrada nos livros de história. Velado na Casa Rosada desde as primeiras horas do dia, o corpo do ídolo argentino seguiu até o cemitério Jardin de Bella Vista no fim da tarde, a tempo de a cerimônia terminar ainda sob a luz do dia.

Mais de um milhão de pessoas estiveram envolvidas em homenagens a Maradona, vítima de uma parada cardiorrespiratória na quarta-feira passada. Houve emoção de sobra, mas, também, confusão. Nem todos que se direcionaram à Casa Rosada pela manhã conseguiram se despedir de Dieguito.

Corpo de Maradona é enterrado em cemitério — Foto: Reprodução / TN.com.ar

Com o desejo da família que a despedida não se estendesse pela noite, a polícia decidiu fechar as filas na Avenida 9 de Julho por volta das 14h. Uma multidão que tentava entrar se revoltou, e a confusão foi iniciada em diversos locais – a fila se estendia por mais de 25 quarteirões. Houve feridos e detidos.

Familiares e amigos ao redor do caixão de Diego Maradona — Foto: AFP
Caixão de Diego Maradona é carregado por familiares — Foto: Reuters

O velório, que chegou a ser postergado para 19h, precisou ser encerrado para o público antes das 16h em virtude do confronto entre policiais e fãs. Apenas familiares e pessoas próximas permaneceram dentro da Casa Rosada até a saída do carro fúnebre. Fora, milhares começaram a despedida aos cantos de “Diego, Diego”.

O trajeto até o cemitério durou pouco mais de uma hora. Chamou a atenção a enorme quantidade de pessoas que fizeram questão de acompanhar o caixão. No início, nas ruas estreias perto da Casa Rosada, alguns correram. Depois, ciclistas e motociclistas seguiram o carro. No percurso, mais centenas de pessoas, em espalhados pontos da autopista, deram tchau. Houve buzinaço e fogos de artifício.

A cerimônia no cemitério foi acompanhada por cerca de 25 pessoas. Maradona foi enterrado junto aos pais, Diego Maradona e Dalma Salvadora Franco, conhecidos popularmente como “Dom Diego” e “Dona Tota”, que morreram em 2015 e 2011, respectivamente.

Cortejo que acompanhou carro com corpo de Diego Maradona até o cemitério — Foto: Reuters
Pessoas se aproximam do carro com corpo de Diego Maradona — Foto: AFP
Caixão com corpo de Maradona é colocado dentro de carro fúnebre — Foto: Reuters
Torcedores sobem nas grades da Casa Rosada antes da saída do carro com o corpo de Maradona — Foto: Reuters
Senhor e dois jovens se abraçam e choram no adeus a Maradona em Buenos Aires — Foto: REUTERS/Ricardo Moraes
Velório de Maradona na Casa Rosada, em Buenos Aires — Foto: Leandro BLANCO / TELAM / AFP
Polícia fechou portões da Casa Rosada para velório de Maradona por volta das 15h45 — Foto: Reuters
Confusão na Casa Rosada após portões serem fechados — Foto: Reuters
Conflito entre polícia e fãs de Maradona em Buenos Aires — Foto: Getty Images
Polícia usa tanque d’água para dispersar pessoas em confusão — Foto: Reuters
Movimentação foi intensa desde cedo: todos queriam se despedir de Maradona — Foto: Reuters
Torcedores do River Plate e do Boca Juniors se abraçam chorando durante velório de Maradona em Buenos Aires — Foto: EFE/Juan Ignacio Roncoroni
Fila de fãs para comparecerem ao velório de Diego Maradona na Casa Rosada — Foto: Getty Images
Milhares de argentinos se aglomeram para chegar ao velório de Maradona — Foto: Getty Images
Torcedores se despedem de Maradona dentro da casa Rosada — Foto: Reuters
Caixão de Maradona com a cópia do troféu da Copa do Mundo antes do velório na Casa Rosada — Foto: Reuters
Torcida argentina chora a morte de Maradona — Foto: Reuters

Fonte: Jaru Online

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.