Modern technology gives us many things.

O que falta para o Brasil começar a usar antivirais contra a Covid?

País aguarda acesso ao baricitinibe e Paxlovid, indicados para casos graves e leves, respectivamente, que já foram aprovados pela Anvisa

País aguarda acesso ao baricitinibe e Paxlovid, indicados para casos graves e leves, respectivamente, que já foram aprovados pela Anvisa

A oferta de vacinas contra a Covid-19 foi essencial para reduzir o número de casos graves e mortes pela doença no Brasil. No entanto, o surgimento de novas variantes capazes de driblar parte da imunidade conferida pelos imunizantes, mostrou também a necessidade de tratamentos direcionados a combater a infecção do coronavírus.

Embora a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tenha aprovado alguns medicamentos para lidar com a doença, eles ainda não estão disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) para uso — dois deles estão atualmente em fase de incorporação pelo Ministério da Saúde: o baricitinibe, da Lilly, e o Paxlovid, da Pfizer.

A incorporação dos remédios foi recomendada pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec), do Ministério da Saúde, em 1º de abril e 6 de maio de 2022, respectivamente.

Em nota, o Ministério da Saúde explica que os medicamentos estão em processo de compra e que o prazo para que os remédios sejam ofertados no SUS é de até 180 dias. Como o barictinibe já foi aprovado para tratar outras doenças, os estados que o tiverem em estoque podem utilizá-lo contra a Covid-19.

Matéria original:

https://www.metropoles.com/saude/o-que-falta-para-o-brasil-comecar-a-usar-antivirais-contra-a-covid

 

Metrópoles

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.