Modern technology gives us many things.

Polícia Civil prende suspeito de latrocínio em Porto Velho

Na ocasião, os assaltantes perseguiram dois idosos que haviam sacado uma vultuosa quantia em dinheiro de uma agência bancária

0

Na ocasião, os assaltantes perseguiram dois idosos que haviam sacado uma vultuosa quantia em dinheiro de uma agência bancária

Na manhã desta quarta-feira (03/03), agentes da Delegacia Especializada em Crimes contra o Patrimônio-DERF deram cumprimento a dois mandados prisão em desfavor de C. J. de S. O mesmo é suspeito de ser um dos autores do latrocínio que ceifou a vida de Josimar Noé dos Santos (37 anos) e lesionou um agente de segurança pública, policial penal.

A tentativa de roubo frustrada aconteceu dia 06/03/2020. Na ocasião, os assaltantes perseguiram dois idosos que haviam sacado uma vultuosa quantia em dinheiro de uma agência bancária, localizado na Avenida Vieira Caúla, bairro Igarapé, em Porto Velho.

Durante a ação, os bandidos se depararam com um policial penal, que se encontrava em seu dia de folga e esboçou uma reação, oportunidade em que foi alvejado, e um terceiro cliente que saia da loja, acabou também sendo atingido por um dos disparos realizados pelo criminoso. As investigações apontaram que C. J. de S. foi o autor dos disparos que atingiram o Policial Penal e a vítima de forma fatal.

No dia 05/06/2020 a Polícia Civil deflagrou a Operação Olhos de Águia para esclarecer o latrocínio e cumpriu dez mandados na capital, sendo cinco de prisão temporária e cinco de busca e apreensão, restava a prisão do último suspeito, que ocorreu na manhã de hoje. Os criminosos permaneciam no interior de agências bancárias, acompanhavam as vítimas em potencial e repassavam aos demais membros do grupo, os quais seguiam a vítima e para praticarem o crime conhecido como saidinha de banco, agindo assim com “Olhos de Águia”, uma ave de rapina a procura de sua presa.

Desta feita, fica a mensagem à população e agradecimento aos demais colaboradores, no sentido de que a Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio não descansa, enquanto não levar à justiça aqueles que insistem em caminhar a margem da lei, sendo que não há crime perfeito que permaneça impune.

Fonte: PCRO

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.