Modern technology gives us many things.

“Retire-se, você está contaminada”: humilhada em agência bancária, vilhenense aciona a polícia e irá à justiça

Vítima colheu material e fez exames, que deram negativo para a Covid-19

0

Vítima colheu material e fez exames, que deram negativo para a Covid-19

O FOLHA DO SUL ON LINE entrevistou, na tarde de ontem, a vigilante Simone de Carvalho Corrêa, 35 anos (FOTO), que trabalha numa empresa de segurança privada, e que foi vítima de um episódio que já foi parar na polícia, e deve acaba na justiça, em Vilhena.

Na sexta-feira da semana passada, Simone foi até a agência da Caixa Econômica Federal, que funciona no Park Shopping Vilhena, para resolver um problema em sua conta bancária. Ele pretendia atualizar seu cadastro na instituição financeira, já que não estava conseguindo fazer transações.

Usando máscara e tendo passando álcool em gel nas mãos, a correntista foi chamada após uma hora aguardando o atendimento. No meio da conversa com a funcionária a quem expunha seu problema, uma outra bancária disse que precisava falar “em particular” com a colega.

Pouco depois do diálogo com a outra, a mulher que estava atendendo Simone retornou ordenando: “se retire da agência, a senhora está contaminada”, disse, referindo-se a um suposto contágio da cliente pelo novo Coronavírus.

A vigilante ainda tentou argumentar que não havia testado positivo para a Covid-19, mas segundo ela, a interlocutora nem deu bola, e alegou que havia recebido a informação de uma cunhada de Simone.

Em prantos, a denunciante ligou para a Polícia Militar e foi orientada a registrar um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil, o que foi feito naquela mesma data. Também no dia, Simone colheu material para exames, cujo resultado chegou ontem, mostrando que ela não está infectada.

Após ouvir da atendente que ela deveria “resolver o problema em sua casa”, numa alusão à suposta cunhada que a havia denunciado, Simone disse ao site que pretende levar o caso à justiça. Ela alega que a humilhação que lhe foi imposta aconteceu em público.

O site está à disposição da Caixa, caso a instituição financeira tenha interesse em se manifestar quanto à acusação da correntista.

Por Folha do Sul

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.