Juiz de Rondônia condena Telexfree a restituir mais de R$ 21 mil a investidor

Porto Velho, RO – O juiz de Direito Osny Claro de Oliveira Júnior, da 3ª Vara Cível de Porto Velho, condenou a empresa Ympactus Comercial Ltda ME, a Telexfree, a restituir R$ 21.860,16, com acréscimo de correção monetária e juros de mora, desembolsados pelo investidor Luis Roberto de Azevedo.

A Telexfree foi sentenciada, ainda, a pagar despesas processuais e honorários advocatícios.

Lucro fácil

 

Publicidade

Embora tenha reconhecido a pretensão do autor da ação, o magistrado não deixou de tecer críticas, ainda que amenas e às entrelinhas, acerca da busca pela obtenção de lucro fácil.

“Em exame dos autos, verifica que o autor aderiu a proposta comercial da ré, cujo objetivo era ingressar no marketing multinível binário, com obtenção de remuneração. Com efeito, buscava o autor, assim como tantos outros que aderiram a plataforma junto à ré, a obtenção de lucro fácil, atraídos que foram pela proposta de retorno financeiro rápido, quase que milagroso”.

Em seguida, reconheceu a fraude:

“O que existiu, de fato, foi fraude perpetrada pela ré [Telexfree], pois atrás da cortina formada pelos ‘contratos’ aos quais diversas pessoas aderiram, praticou pirâmide financeira, e não ‘marketing multinível’, como divulgava”, concluiu.

TJ- rondoniadinamcia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>