Modern technology gives us many things.

‘Covid-19, escolha sua cura!’

A íntegra do texto redigido pelo articulista

0

A íntegra do texto redigido pelo articulista

A pandemia da Covid-19 não dá tréguas. Faltando poucos dias para o final do ano de 2020, no Brasil já são mais de 183 mil mortos e a cifra de infectados ultrapassa os sete milhões. No mundo todo são quase 75 milhões de contagiados pelo novo Coronavírus com um total de mortos que ultrapassou um milhão e 600 mil pessoas. Em Rondônia o número de infecionados beira as 100 mil pessoas com quase dois mil óbitos. Demonstrando “só” um pouquinho de preocupação com estes números alarmantes, autoridades brasileiras podem disponibilizar para os sofridos e assustados habitantes várias maneiras para enfrentar a catástrofe. Por isso, não deveria haver discussões sobre a obrigatoriedade ou não de se vacinar. Vivemos em uma democracia e cada cidadão tem o direito à livre escolha. O STF obriga a vacinar, “mas não há vacina para todos”.

Além do mais, o governo pode ter à sua disposição vacinas dos mais respeitados laboratórios e universidades do mundo. Universidade de Oxford, Pfizer, BioNTech, AstraZeneca, Instituto Gamaleya de Moscou e universidades chinesas disponibilizam suas descobertas para o mundo com o objetivo de deter a ameaça do vírus. As pessoas que tiverem confiança nestas instituições devem fazer o possível para receber a imunização assim que a mesma for disponibilizada em seus países. Por incrível que pareça, mas ainda há pessoas que acreditam na ciência e nas pesquisas! Entretanto, há muitas outras maneiras de combater e aniquilar esse sinistro vírus. A ozonioterapia, por exemplo, é um método bastante utilizado por muitos dos seguidores do atual presidente brasileiro. Aplica-se Ozônio no reto das pessoas que creem nisso e tudo está resolvido.

Como Jair Bolsonaro é um pesquisador de fama mundial e um homem de rara inteligência, há também a opção de se medicar com os remédios já prescritos por ele. A famosa Cloroquina, droga indicada para a cura da Malária, mas rejeitada por pesquisadores do mundo inteiro como boa para a Covid-19, pode ser uma excelente opção de cura. Ivermectina, Dexametasona, Azitromicina e banhos de sol compõem o “Kit Covid” do “Bozo”. “Nada de vacina. Eu mesmo não vou me vacinar”, disse ele recentemente para delírio de seus seguidores fanáticos. Fato: o governo do “Bozo” não consegue entender a ansiedade e a pressa de muitos brasileiros em querer uma vacina de maneira tão rápida para enfrentar a doença. “Depois de termos a Cloroquina, é uma tolice as pessoas correrem atrás de vacinas produzidas em países comunistas”, disse.

Além dessas opções de cura para a Covid-19, ainda há as igrejas evangélicas com seus pastores e cultos milagrosos. Você entra em uma dessas igrejas, pede uma bênção ao pastor e é imediatamente atendido. “Orou, o vírus desaparece na hora”. Há relatos de muitas pessoas evangélicas que já foram curadas por obra do pastor, de suas orações e da própria fé. “Vacina para que, se nós temos Jesus e o pastor do nosso lado?”, afirmam muitos fieis. Outra possibilidade de cura são as igrejas católicas com suas promessas. Fazer uma promessa com o santo devoto é decretar a morte de qualquer vírus. O próprio papa Francisco está tão seguro disto que não tem tomado muitas precauções para evitar a doença. “É tanta Nossa Senhora que o vírus até sente medo”, creem muitos católicos. Como se vê, a Covid-19 pode estar com os dias contados por aqui. E cada um tem a livre escolha para decidir como será a sua cura. Isso é o Brasil.

*Foi professor em Porto Velho. Por Professor Nazareno

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.